domingo, 31 de agosto de 2008

Sobre a Montagem
“A Serpente”, último e menor texto de Nelson Rodrigues, conta a história de duas irmãs que se casaram na mesma data, na mesma igreja e vivem com seus maridos no mesmo apartamento. Logo depois de sua separação, Ligia confessa à irmã que ainda é virgem e, atormentada pelo fracasso de seu casamento, pensa em suicídio. Guida então faz uma proposta para salvar a irmã: oferece seu marido por uma noite para livrá-la do fantasma da virgindade. A partir daí, a vida a três naquele apartamento passa a ser guiada por ciúmes, desconfianças e inveja.

A obra foi escrita num leito de hospital, entre um tratamento e outro. Sabendo que essa seria sua última peça, Nelson ao escrever não relia o texto pois não sabia se a doença o deixaria terminar. A linguagem aberta e muitas vezes cruel traduz uma análise fria das mazelas do ser humano. Como todos os personagens rodriguianos, os desse espetáculo são dotados de incontáveis neuroses, psicopatias, taras e fantasias, transpondo feridas de todas as classes sociais.

O “Teatro da Neura” reinterpreta a obra acrescida de um foco mais simbólico, concentrando-se nas indagações e provocações propostas pelo autor, com personagens flutuantes, vidas sufocadas e saídas urgentes.
Direção: Fernandes Junior
Elenco: Cibele Zuchi, Ed Nicodemo, Esther Marcondes, Fernandes Junior e Tuane Vieira.
Cenografia e Figurino: Cind Octaviano
Iluminação: Tomate Saraiva
Produção executiva: Katia Manfredi

Um comentário:

Betoca disse...

Oi....to sem grana pra comprar o livro do Nelson A Serpente. Você tem a peça???? Se puder manda pra mim, please!
betepetru@hotmail.com
Gratíssima.